A Metodologia Científica como a Base de sua Pesquisa

 

Entendo que a metodologia científica é para o pesquisador o que um projeto de uma casa é para o construtor.


Imagine construir uma casa sem um projeto que diga seu tamanho, largura e todas as demais especificidades da referida obra...


O construtor iria fazer e refazer o mesmo trabalho, não é mesmo?

 

Se, entretanto, existir o projeto, tudo já estará pré-definido. Tudo o que virá a ser construído já estará perfeitamente previsto, reduzindo e muito a necessidade de se refazer o mesmo trabalho, economizando tempo e dinheiro para todos.

 

Assim funciona a metodologia científica para o pesquisador!
 

Normalmente quando um aluno de graduação, e mesmo de especializações e mestrado iniciam suas pesquisas, não dão a devida importância ao estudo a metodologia científica.

Acreditam normalmente que o importante é sair lendo e escrevendo, e quanto mais rápido começarem melhor será o texto final da pesquisa.

Esse é um engano comum, praticado por aqueles que não cursaram ou, se cursaram, não tiveram um bom curso de metodologia científica (seja por deficiência do curso, do docente ou mesmo por imaturidade do discente).

A metodologia científica na verdade deve anteceder o início da pesquisa propriamente dita. 


Claro que o pesquisador já iniciou algumas leituras iniciais, pois sem isso, dificilmente teria conseguido pensar no tema em si. Mas ainda são leituras insipientes, que tiveram a relevância de ter instigado o pesquisador sobre aquele tema.

 

 Nesses mais de 10 anos de experiência, pude identificar os pontos de maior dificuldade dos alunos e pesquisadores, e assim, ter a condição de mostrar o caminho mais seguro para a realização de pesquisas científicas.

 

 

Apenas para citar um exemplo, a dificuldade de, após escolha do tema, fazer o recorte, ou corte epistemológico, para encontrar a situação problema, são dificuldades comuns dos alunos.

 

Os temas escolhidos normalmente são temas muito grandes, as vezes grandes até para uma pesquisa de doutorado! Como um bom jardineiro, a função do orientador é ir aparando aquele arbusto o máximo possível, para que o pesquisador possa realmente fazer ciência, com um tema correto, bem definido, com um problema real e plenamente identificável. Falo um pouco mais sobre essa questão no vídeo "Como iniciar uma Pesquisa Científica"

 

Entretanto, é forçoso reconhecer a dificuldade dessa empreitada.

 

Não é simplesmente lendo um livro que se consegue perceber tais questões. A experiência se faz necessário, e esta só vem após alguns anos pesquisando de forma séria.

 

 

Portanto, diante do tema em mente, a metodologia científica será essencial para dar o norte a ser seguido pelo pesquisador, evitando assim erros, reviravoltas e a necessidade de escrever e reescrever inúmeras vezes seu texto.

Com a metodologia científica previamente definida, o tema escolhido, o marco teórico já pensado, objetivos, variáveis e afins, todos devidamente previstos no projeto de pesquisa, a pesquisa irá fluir de forma muito mais suave e certeira!

 

 

 

O professor Thiago é pós-doutor em Direitos Humanos pela Universidade Católica de Petrópolis - UCP, Doutor e Mestre em Direito pela Universidade Estácio de Sá - UNESA/RJ. É também associado da Associação Brasileira de Ensino à Distância (www.abed.org.br).
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cópia_de_Sem_nome.png
Posts Em Destaque

Não Esqueça desse Conhecimento se quiser se tornar um Advogado de Grandes Causas - como a hermenêutica se destaca entre os conhecimentos essenciais pa...

August 8, 2019

1/5
Please reload

CONTATO

© 2020 por Novo Liceu

ACOMPANHE-NOS NAS REDES SOCIAIS
  • escrever um artigo científico
  • a filosofia nos ajuda a viver melhor de que forma
  • hermenêutica jurídica